Home . Trabalhos

Alpendre & Cantarias, séc. XIX, Forte da Cruz

2011 Conservação e Restauro

Intervenção realizada no Forte da Cruz*, sob coordenação de Eduardo do Carmo, conservador-restaurador de materiais pétreos, com a colaboração do escultor Pedro Lino, incluindo a realização das seguintes tarefas:

  • Substituição, conservação e restauro dos elementos pétreos.
  • Conservação e restauro dos elementos pétreos do alpendre.
  • Introdução de elementos de estabilização do conjunto em causa.
  • Tratamento dos elementos de madeira e telhado de cerâmica;
  • Tratamento da caleira de metal.

* O Forte da Cruz foi mandado construir em finais do s. XIX, junto à praia do Tamariz no Estoril, segundo um projecto do arquitecto italiano Cesare Ianz, num estilo de inspiração medieval, sobre as ruínas do antigo forte de St.º António da Cruz, edificado no contexto da Guerra da Restauração da independência portuguesa (1640-1668), integrando a 1.ª linha de fortificações da barra do Tejo, que se estendia do cabo da Roca até à Torre de Belém, para defesa da cidade de Lisboa.

Agradecimentos Dimihenjo, Imobiliária e Exploração Agrícola ~ Município de Cascais ~ Roman Fynar (Caleiras) ~ Contubos, Construções Tubulares ~ 2AB, Equipamentos ~ www.fortedacruz.com ©

Vista do alpendre (lado sul) antes da intervenção.
Vista do alpendre (lado sul) depois da intervenção.
Vista do alpendre (lado poente) antes da intervenção.
Vista do alpendre (lado poente) depois da intervenção.
Telhado do alpendre antes da intervenção.
Telhado do alpendre depois da intervenção.
Tecto do alpendre antes da intervenção.
Tecto do alpendre depois da intervenção.
Janela dupla, virada a sul, antes da intervenção.
Janela dupla, virada a sul, depois da intervenção.
Janela dupla, virada a poente, antes da intervenção.
Janela dupla, virada a poente, depois da intervenção.
Vista do alpendre (lado sudoeste) antes da intervenção.
Vista do alpendre (lado sudoeste) depois da intervenção.
Forte da Cruz ©